Page 56 - Abrasca Anuário Estatístico 2018
P. 56

    Desempenho setorial Sectorial performance
      SANEAMENTO E SERVIÇOS DE ÁGUA E GÁS
Cenário difícil para os concessionários
As empresas que formam o setor na B3 não apresentaram um bom desempenho em 2017. O lucro consolidado das sete companhias deste segmento totalizou R$4,7 bilhões, o
que significou uma queda de 7,5% em relação aos R$ 5,1 bilhões apurados no mesmo período de 2016. Os analistas explicam este resultado como consequência da política de revisão tarifárias, que ficou aquém do que era pleiteado por algumas empresas.
A receita consolidada das sete companhias subiu 6% ao totalizar R$ 33,7 bilhões e o Ebit teve alta de quase 7% ao somar R$ 8 bilhões. Por outro lado, as dívidas subiram quase 5% e o retorno do acionista, medido pelo ROE, caiu 15%, segundo explicou Luiz Guilherme Dias, diretor da Sabe Consultores.
Algumas empresas, no entanto, conseguiram se sair bem. A Copasa, por exemplo, fechou o ano com lucro líquido de R$ 434,1 milhões, uma alta de 29%; a CEG exibiu um aumento de 16,5% no lucro (R$ 338,7 milhões) enquanto o da Sanepar subiu 9,4% ao totalizar R$ 686,1 milhões.
Já a Sabesp registrou uma queda de 14,5% no lucro seguida pela Comgás com -28,9%. A única empresa que teve prejuízo foi a Casam que exibiu um resultado negativo de R$ 28,4 milhões. Já a Iguasa conseguiu sair de prejuízo de R$ 83,8 milhões para um lucro de R$ 30,2 milhões no final do ano passado.
Para 2018, os analistas citam como pontos positivos para o setor a nova revisão tarifária e a implementação do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), destinado a encontrar soluções para recuperar companhias estaduais em dificuldades no Brasil. Para eles, o lado negativo são as eleições de outubro e o complicado quadro político, fatores que afetam diretamente as empresas, a maioria sob controle público.
Sanitation,
water and gas services
Difficult scenarios for concessionaires
The companies that form the industry in B3 did not perform well in 2017. The consolidated profit of the seven companies in this segment totaled R$ 4.7 billion, which means a drop of 7.5% in relation to the R$ 5.1 billion recorded in the same period of 2016. Analysts explain this result as a consequence of the tariff review policy, which fell short of what was claimed by some companies.
The consolidated revenue of the seven companies increased by 6% to a total of R$ 33.7 billion, and Ebit increased by almost 7%, adding up to R $ 8 billion. On the other hand, debt rose by almost 5% and the shareholder return, as measured by ROE, dropped by 15%, according to Luiz Guilherme Dias, director of Sabe Consultores.
Some companies, however, have managed to do well. Copasa, for example, closed the year with a net profit of R$ 434.1 million, up 29%; CEG increased its profit by 16.5% (R$ 338.7 million) while Sanepar increased by 9.4% to R$ 686.1 million.
Sabesp reported a 14.5% drop in profit, followed by Comgás with -28.9%. The only company that suffered losses was Casam, which showed a negative result of R$ 28.4 million Iguasa was able to overcome a loss of R $ 83.8 million and reached a profit of R$ 30.2 million at the end of last year.
By 2018, the analysts mention as positive points for the sector the new tariff revision and the implementation of the Investment Partnerships Program (PPI), aimed at finding solutions to recover troubled state companies in Brazil. For them, the downside is the October elections and the complicated political framework, factors that directly affect companies, mostly those under public control.
 Saneamento e serviços de água e gás     Sanitation, water and gas services
   2016 (R$ 1.000)
Var. Real %   Actual Var. %
   73.150.068
2017 (R$ 1.000)
  Ativo total Total assets
77.280.659
5,48%
    Patrimônio líquido Net worth
31.486.470
34.030.115
7,84%
    Receita líquida   Net revenue
31.788.568
33.768.371
6,04%
     LAJIR EBIT
Lucro / Prejuízo Net profit (-loss)
7.490.064
5.144.429
8.008.946
4.746.663
6,72%
      -7,50%
    Capital de giro   Working capital
816.094
-34,78%
  0,43
523.625
   Giro do ativo Asset turnover
0,44
-
    Grau de endividamento   Debt to equity ratio
1,32
1,27
-
    56
                  












































   54   55   56   57   58